Ser ágil significa que a maioria das equipes e organizações precisarão pensar como cientistas.

Ágil não precisa ser um processo rígido, mas deve ajudar as equipes a alcançar o foco, aumentar a criatividade, melhorar o envolvimento das pessoas e buscar melhores resultados.

Em vez de focar nos processos dentro das equipes, a adoção de princípios ágeis deve começar com novas mentalidades que incentivem uma mudança cultural que abraça a incerteza e a adaptabilidade.

Adotar o Agile dentro de nossos locais de trabalho não é novidade. Os princípios descritos no Manifesto Ágil vêm da teoria básica do método científico usado centenas de anos antes da revolução tecnológica do século XXI, começando com Aristóteles e sendo formalizado pelo Galileu.

Os princípios ágeis e o método científico têm muitos princípios em comum:

  • Comece simples e construa conhecimento à medida que avança,
  • Faça pequenas experiências e aprenda com tentativa e erro,
  • Acompanhe as métricas para saber se você está no caminho certo,
  • Faça uma pausa para refletir sobre o que aprendeu e adapte se preciso.
https://obreiros3932.com/2013/03/06/galileu-galilei-e-o-metodo-cientifico/ https://analistamodelosdenegocios.com.br/lean-startup/

Simplificando, ser ágil significa que a maioria das equipes e organizações precisarão pensar como cientistas.

Isto requer experimentar frequentemente, aprendendo e criando as melhores soluções baseadas em dados reais (não apenas alvos), fornecendo às equipes autonomia (e confiança) para tomar decisões.

Tornar-se mais ágil significa que a maioria das organizações precisará adotar uma mudança cultural. Mudar a cultura é difícil, leva tempo e não acontece simplesmente mudando os processos.

Transformar a cultura de uma organização requer uma mudança de mentalidade entre as equipes e deve começar com a liderança.

O papel da liderança na transformação cultural requer definir a visão e os objetivos, mostrar exemplos de equipes, como compartilhar boas histórias de sucesso de maneira ampla e permitir que as equipes se tornem mais ágeis à sua maneira.

Isso não é um convite para uma estratégia “vale tudo”, mas não força um processo desde o início. Isso permite que as equipes experimentem e aprendam sobre como os princípios ágeis funcionam melhor em seus próprios projetos ou unidades de negócios.

--

--

--

suzyanneoliveira.com

Love podcasts or audiobooks? Learn on the go with our new app.

Get the Medium app

A button that says 'Download on the App Store', and if clicked it will lead you to the iOS App store
A button that says 'Get it on, Google Play', and if clicked it will lead you to the Google Play store
Suzyanne Oliveira

Suzyanne Oliveira

suzyanneoliveira.com

More from Medium

The Myth of simplicity in Agile!

Learning on Agile #1

When “better planning” isn’t the answer

Don´t read this. It’s just letting some steam go